Loading

Calvície Feminina – Elas também são candidatas ao transplante capilar?

Calvície Feminina – Elas também são candidatas ao transplante capilar?

A queda de cabelo, ou alopecia, é um problema que acomete homens e mulheres, levando à perda parcial ou total dos cabelos. A doença pode ter diversas causas, e é influenciada por fatores genéticos e/ou hormonais. Embora grande parte das alopecias seja passível de tratamento, alguns pacientes, por desconhecimento ou vergonha, não procuram um especialista e acabam evoluindo para quadros em que a perda é irreversível. Nesses casos, o transplante capilar é a melhor opção para recuperar a densidade capilar e, com ela, a autoestima e autoconfiança.

O Transplante

Existem diferentes técnicas de transplante capilar disponíveis, entre elas: FUE, Micro, Macro e Variety Graft, Minitransplante Folicular, Redução da área calva e Rotação de Flap. De maneira geral, o transplante consiste em retirar uma quantidade pré-determinada de fios saudáveis do próprio paciente e reimplantá-los na área calva com auxílio de um microscópio cirúrgico, com o cuidado de recriar os detalhes originais. O resultado final é um cabelo com maior densidade capilar, equilibrada distribuição estética dos fios e crescimento permanente.

Mulheres também podem realizar o Transplante Capilar?

A resposta é: sim! Apesar de, assim como a #alopecia , ser mais comum entre os homens, o transplante capilar também pode ser uma boa opção para as mulheres que sofreram perdas capilares irreversíveis. Para saber se você é uma boa candidata ao tratamento cirúrgico, a avaliação médica é fundamental. As mulheres que apresentam perdas similares à calvície de padrão masculino e possuem uma área de doação viável para extrair folículos capilares saudáveis, são ótimas candidatas ao transplante. Da mesma forma, pacientes com alopecias não hormonais, como a alopecia por tração, ou vítimas de traumas que resultaram em cicatrizes, também podem recorrer ao procedimento.

ara saber se você é uma boa candidata para o tratamento cirúrgico, a avaliação médica é fundamental, pois através dela serão analisadas questões críticas como as causas e o diagnóstico da queda de cabelo , além da presença de uma área doadora com densidade folicular suficiente para a realização do procedimento.